sexta-feira, 2 de junho de 2017

Prefeitura será parceira do Governo em extensão da Avenida Litorânea e instalação do sistema BRT


Prefeitura será parceira do Governo em extensão da Avenida Litorânea e instalação do sistema BRTMais uma parceria da Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado vai transformar a paisagem urbana da cidade. Em cerimônia realizada nesta quarta-feira (31), no salão de atos do Palácio dos Leões, o prefeito Edivaldo e o governador Flávio Dino assinaram o contrato com o Consórcio BRT – Litorânea, responsável pelas obras do lote 1 do Projeto de Restruturação das Avenidas dos Holandeses e Litorânea-BRT Metropolitano. O prefeito participou da cerimônia acompanhado do vice-prefeito, Julio Pinheiro e do secretário de Governo, Lula Fylho.
As intervenções realizadas permitirão a implantação do sistema de transporte BRT (sigla em inglês para Bus Rapid Transit) e de sistema binário, transformando vias paralelas e próximas atualmente de mão dupla, em sentido único.
"Esta é mais uma obra que marca o espírito de diálogo permanente que hoje marca a relação de parceria entre o Governo do Estado e Prefeitura de São Luís", disse o governador do Estado, Flávio Dino. Ele destacou também aquiescência da Prefeitura de São Luís uma vez que obra será realizada em território do município.
"Me sinto muito feliz em participar deste momento tão importante para a cidade. Essa era uma obra que estava nos nossos planos quando conquistei o direito de continuar administrar esta cidade. Tenho reconhecido sempre as parcerias com o Governo do Estado, que têm transformado esta cidade", disse o prefeito Edivaldo.
"Vamos estender a Litorânea para o Olho d´Água e integrá-la ao sistema com a Holandeses que vai viabilizar a implantação de um transporte rápido coletivo, que é o BRT. Com isso nós teremos a fluidez maior do trânsito, para quem usa transporte individual e para quem usa coletivo", explicou o governador.
OBRAS
Para o prefeito Edivaldo, Prefeitura e Governo do Estado vêm realizando obras de intervenções em pontos onde eram frequentes os estrangulamentos. Citou, por exemplo, as que estão sendo realizadas no retorno da Forquilha, e as concluídas na entrada da cidade, no Tirirical; a Ponte Pai Inácio, nos limites entre os municípios de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar.
"Esta é uma grande obra que se soma a várias outras intervenções que estão sendo feitas na região metropolitana da Ilha. Isso é fundamental para garantir a fluidez do trânsito da cidade. Estamos demonstrando que existe vontade para realizar grandes obras", destacou o vice-prefeito Julio Pinheiro.
O lote está dividido em duas fases. A primeira compreende a extensão de 2.820 metros entre a avenida Colares Moreira - Estaca 2 até a Ponte do Rio Calhau; e entre a Avenida Litorânea até o Olho d´Água. A segunda fase da obra abrange a reestruturação das avenidas Colares Moreira e São Carlos, no Olho d´Água, e trecho da Litorânea, entre o Rio Pimenta e a Ponta do Rio Calhau. A premira fase da obra está prevista para ser iniciada no mês de julho.
O diretor da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), Arthur Cabral, prevê que dentro do prazo máximo de 18 meses estarão sendo concluídas todas as obras do Lote I. "O Lote 2, referente à avenida dos Holandeses, deverá receber as proposta até o dia 20 de junho. A expectativa é que ainda neste segundo semestre de 2017 começarmos os trabalhos do Lote 2", adiantou Cabral.
Depois de pronta, as avenidas Litorânea e dos Holandeses terão sentido único. Da rotatória do Quartel da PM até a rotatória da avenida Daniel de La Touche terá sentido bairro-centro. Enquanto que, a Avenida Litorânea terá sentido centro–bairro em mão única. O projeto inclui instalações de equipamentos turísticos, estacionamento, três pistas de rolamento para ônibus convencionais e automóveis, além da via do BRT, ciclovia e passeio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário