REFAZ 2017

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Eliziane Gama vai com Flávio, Luís ou com ninguém?


Eliziane Gama (PPS)


Pelo melhor desempenho que possa ter nas eleições de 2014, a deputada estadual e pré-candidata ao governo do Maranhão, Eliziane Gama (PPS), dificilmente chegaria ao segundo turno sem uma grande estrutura de campanha, sem apoio de vários partidos e com pouco tempo na televisão.

A representante do PPS tem chance de vencer a eleição, mas com menor possibilidade que seus adversários, que já estão em pré-campanha avançada há pelo menos 1 ano, contam com apoio dos principais partidos e  a  maioria dos pequenos também. Porém Eliziane poderá ser a peça chave no segundo turno das eleições, resta saber pra que lado vai remar. Caso pense em ficar neutra no segundo turno, ficaria em situação complicada na política, pois, sofrendo uma derrota e ficando sem cargo, não iria sobreviver politicamente, ficando fora de cena em pouco tempo. O perfil dela é de oposição e oposição nesse momento é Flávio Dino, mas na visão dela e do seu grupo, esse apoio poderá barrar o sonho da deputada de ser prefeita de São Luís em 2016.

Analise o comentário seguinte: Se Flávio Dino vencer a disputa pelo governo do estado, a tendência natural é de apoiar Edivaldo Holanda Jr. à reeleição e, se perder, ele mesmo deverá ser o candidato do PCdoB na próxima disputa para prefeito da capital maranhense, dificultando o caminho da candidata do PPS, o que seria uma lógica. Com Luís Fernando a situação também é preocupante. Recentemente a imprensa divulgou que Eliziane Gama foi lançada na política pelo grupo Sarney, ela não concordou e desmentiu o anunciado por alguns jornalistas e blogueiros, ficou irritada com a notícia plantada,  e acredita que foi uma armação para queimá-la politicamente em todo o estado.

Até julho do ano que vem muitas águas irão rolar e quem se articular melhor nos próximos meses, chegará forte na disputa pelo poder.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

TJMA requisita recursos do governo para pagar precatórios pendentes de 2012

Guerreiro Júnior volta a reclamar do calote do governo.
Desembargador Guerreiro Júnior - pres. do TJMA
 
 
O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Antonio Guerreiro, requisitou à governadora do Estado, Roseana Sarney, a adoção de providências para garantir recursos visando à regularização do pagamento dos precatórios pendentes relativos ao exercício de 2012.
Segundo levantamento da Coordenadoria de Precatórios, o total da dívida a pagar, que corresponde ao valor que está sendo requisitado pelo TJMA, é da ordem de R$128.490.439,40. Esse montante representa a soma dos valores a pagar em precatórios alimentares (R$ 47.381.928,43) e precatórios de classificação geral (R$ 91.921.085,47). Esse débito já deveria ter sido quitado até dezembro do ano passado, porque as requisições de pagamento deram entrada até o primeiro semestre de 2011.
O presidente do TJMA, desembargador Antonio Guerreiro, informou que os valores disponibilizados nos últimos dois anos pelo Executivo ao Judiciário, para o pagamento das dívidas decorrentes de decisões judiciais, foram suficientes para quitar apenas os precatórios da ordem geral do exercício financeiro do ano de 2011 e poucos mais de um terço dos precatórios classificados como alimentares, dentre os vencidos no exercício financeiro de 2012.
A prestação de contas relativa à quitação do pagamento de precatórios do ano de 2012 demonstra que o Tribunal de Justiça quitou o montante de R$ 13.798.838,60 referente aos precatórios alimentares do 1º ao 126º lugar na ordem cronológica de pagamento, que por lei deve ser obedecida pelo Judiciário. Já os precatórios de classificação geral daquele ano não foram pagos.
Até 31 de dezembro deste ano, o Estado deve depositar os valores referentes às dívidas judiciais cujas requisições de pagamento deram entrada até 1º de julho de 2012. “A meta da presidência é encerrar o ano com todo o débito quitado, mas hoje só temos um saldo disponível de R$ 10.812.574,50. Esse valor não é suficiente nem para pagar o próximo precatório alimentar da lista de prioridade, que é no valor aproximado de  12 milhões’’, explica  o presidente do TJ.
A planilha publicada pelo Tribunal no portal do Poder Judiciário (www.tjma.jus.br), na seção “precatórios”,  demonstra o montante já disponibilizado aos credores, bem como o quantitativo ainda pendente de pagamento, além da relação discriminada de todos os precatórios quitados e dos vencidos e não pagos até 31 de dezembro de 2012, incluídos os procedimentos da classificação geral.
“A nossa preocupação é com os credores. Eles vêm aqui várias vezes, na esperança de receber o débito no prazo. Muitos são idosos e pessoas doentes. É uma frustração absurda, mas nós não podemos fazer mais nada, a não ser esperar. Por isso estamos provocando, mais uma vez, a chefe do Executivo para que possamos resolver essa situação. Tudo está preparado para efetuar os pagamentos, dependendo, unicamente, do repasse do governo”, declarou o juiz José Nilo Ribeiro, coordenador de precatórios do TJMA.
MUNICÍPIO – As dívidas relativas ao Município de São Luís estão sendo pagas por meio de parcelamento, porque o Executivo Municipal passou quatro anos sem repassar os créditos para quitação de precatórios e foi incluído no Regime Geral instituído pela Emenda Constitucional 62/2009, que determinou o parcelamento da dívida em até 15 anos. Nesse caso, o credor deve se sujeitar a uma lista geral de credores, cujo pagamento vai se dar na proporção de 1/15 avos por ano, podendo ser pago, de uma vez só, em um ano ou mais, dependendo do valor dos credores que o antecedem.
Assessoria de Comunicação do TJMA

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Reggae Mídia faz críticas a Pinto da Itamaraty

LUZICO, 2 MESES DE ESQUECIMENTO E IMPUNIDADE!




Por Walmar

26 de outubro de 2013, completados exatos 2 (dois) meses da morte de Luiz Cândido Soares Martins, O Luzico, e até agora nada, nada e nada! Ninguém falou mais nada sobre a morte de Luzico, nem no programa da Radiola que ele trabalhava foi falado nada no programa desse sábado (26), nenhuma lembrança, nenhum comentário, nenhuma homenagem, nada!

Inclusive teve até o “papo perfeito”, nome dado ao quadro em que o apresentador bate um papo com Pinto Itamaraty, que falou do encontro do dia 9 de novembro, que falou de caravanas que virão pra festa, que falou de pessoas que foram meter pilha em Ferreirinha, que chegou até a comentar sobre o dia de finados, mas o mesmo, lamentavelmente se quer lembrou, ou comentou sobre os 2 meses da morte do seu funcionário ou “colaborador” como ele, o dono da radiola prefere colocar.

É parece que a morte de Luzico caiu mesmo no esquecimento, nenhuma informação sobre “a marca de respeito” como eles o chamavam, nada!

Luzico foi assassinado, quando voltava de uma festa da Itamaraty no município de Rosário, e até agora a família de Luzico, os amigos, regueiros e a sociedade em geral não tem nenhuma informação sobre o caso. Quais providências foram, ou se ainda estão sendo tomadas, se as autoridades competentes estão fazendo algo para colocar na cadeia o(s) assassino(s) de Luzico, que foi um dos pioneiros no Reggae, um guerreiro nesse movimento, e quando morreu estava a trabalho, por quem por muitos anos se dedicou, deu seu suor, seu sangue, sua vida e não merece que a sua morte caia no esquecimento e fique na impunidade.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Arnaldo Cezar Coelho festeja 25 anos de 'casamento' com Galvão Bueno

Reprodução/Flickr
Galvão Bueno e Arnaldo Cezar Coelho durante intervalo de transmissão do jogo do Brasil
 
Notícias da TV
Por GILVAN MARQUES, em 25/10/2013 · Atualizado às 14h31 Arnaldo Cezar Coelho e Galvão Bueno comemoram 25 anos de "casamento" em junho do ano que vem, durante a Copa do Mundo a ser realizada no Brasil.
A parceria entre os dois começou em 1989, e o primeiro Mundial foi o da Itália, em 1990. De lá para cá, foram seis Copas do Mundo.
"É um casamento entre tapas e beijos", conta Coelho, evidenciando eventuais desentendimentos e muitos entendimentos. "Almoçamos juntos, vamos à academia juntos. Só não existe sexo", brinca o ex-árbitro.
Mas a comemoração das "bodas de prata" ainda é dúvida. "Pode ser que tenha", diz.
Responsável pelo bordão "A regra é clara", Coelho pensa em mudar de ares depois da Copa de 2014"Quero dar uma repaginada na carreira. Há 50 anos não tenho um fim de semana", diz. Ele planeja fazer um programa que mescle internet e TV sobre curiosidades do futebol.
Além de comentarista de arbitragem, Coelho é dono da TV Rio Sul, afiliada da TV Globo em Resende que cobre todo o litoral e região sul do Estado do Rio de Janeiro. Como empresário, é tão respeitado quanto como comentarista.



Com R$ 5,4 bi, Dilma ataca PSDB ao lado de Alckmin

247 – A presidente Dilma Rousseff apontou um "déficit histórico" no investimento em transporte público ao criticar, nesta sexta-feira 25, os governos federais que antecederam o PT. Ela participou de evento em São Paulo, onde anunciou R$ 5,4 bilhões para obras em mobilidade urbana, principalmente na ampliação de linhas de metrô e trens na capital. As críticas foram feitas ao lado do governador paulista, Geraldo Alckmin, do PSDB.
"Nos anos de 1980 e 1990 era considerado inadequado fazer metrô, dado o custo elevado de investimento. Essa inadequação estava ligada também ao fato de o Brasil passar por um momento muito difícil, que durou muito tempo", discursou a presidente. Em parte desse período, o País foi governado pelo ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso.
Ela ainda mencionou Alckmin ao falar do pagamento das dívidas pelo ex-presidente Lula ao FMI (Fundo Monetário Internacional), o que, segundo ela, facilitou o investimento no setor. "A gente tinha de pedir autorização ao FMI [para investir]. Por isso foi tão bom, não é governador, a gente ter pagado a dívida com o FMI, que não supervisiona mais as nossas contas", acrescentou Dilma.
Transporte sobre trilhos
Junto com Alckmin, Dilma anunciou o pacote de R$ 5,4 bilhões para a expansão da Linha 2 do metrô (Vila Prudente -Vila Formosa), expansão da Linha 9 do trem urbano para a Zona Sul e a implantação de trem urbano Linha Zona Leste-Aeroporto de Guarulhos, além da modernização de 19 estações do trem metropolitano.
"Investir em metrô é absolutamente essencial, no mínimo, por dois motivos. Primeiro, porque garante um transporte sem interrupção do trânsito, com capacidade de escoamento diferenciada, rápida, eficiente e segura. Segundo, porque o metrô é o grande eixo de integração de modais em qualquer sistema de transporte do mundo, principalmente em áreas conurbadas, ou metropolitas adensadas, como é a de São Paulo", disse Dilma.
Antes, por meio de sua conta no Twitter, a presidente também lembrou que o governo federal está colocando R$ 21 bilhões de investimento em mobilidade urbana em São Paulo, que viabilizam um investimento total de R$ 33 bilhões. O financiamento tem prazo de 30 anos, com cinco anos de carência e juros subsidiados.
Em seu discurso, o governador Geraldo Alckmin defendeu mais investimentos da União para a expansão da malha metroferroviária do Estado. "Os grandes metrôs do mundo, todos eles tiveram recursos do governo federal", cobrou o tucano.
Com informações do Planalto

domingo, 20 de outubro de 2013

Flávio Dino e articulações 2014: o perigo mora ao lado



Flávio Dino X Luís Fernando



O comunista e pré-candidato ao governo do Estado do Maranhão, Flávio Dino, continua bem nas pesquisas, sempre aparecendo como favorito na disputa em 2014. Ano que vem a disputa tomará outras dimensões com fortes articulações dos seus adversários e bem aí que todo cuidado é pouco. Flávio precisa urgentemente montar uma equipe de articulação política, que esteja atenta às articulações dos seus concorrentes e também sobre as falhas da sua  pré-campanha; contratar pra ontem alguns coordenadores de campanha experientes e vitoriosos, é de inteira necessidade; conversar com aliados, inimigos políticos e indecisos, fazem parte desse jogo político e que nenhuma paixão ou ciúmes incubados de alguns aliados próximos, venha atrapalhar a caminhada dele, rumo à vitória nas eleições 2014. 
É preciso enxergar a realidade, a disputa será contra dois fortes candidatos. Veja abaixo o comentário do blog sobre os adversários de Flávio Dino na próxima eleição.

Luís Fernando (PMDB) trabalha forte, é inteligente e aparece na mídia como um político sério, que foi um bom prefeito e começou a jogar pesado em todo o Maranhão, autorizando obras e chamando todo mundo para o seu lado, o que tem conseguido nessa primeira etapa de articulações conversando com vereadores, deputados  e prefeitos de todo o estado conseguindo grandes conquistas. Vai jogar forte com a máquina estadual e pode dar muito trabalho e até vencer a eleição. Vocês lembram de Zé Reinaldo quando foi lançado como candidato do grupo Sarney?

Eliziane Gama aproveita o bom momento a seu favor depois do ótimo desempenho nas últimas eleições na campanha para prefeito de São Luís onde se destacou no debate e acabou em ótima posição,3º lugar, refletindo muito bem politicamente a seu favor em todo o estado e em todo o cenário político nacional. 
A equipe de marketing da deputada trabalha a imagem de Eliziane como uma nova oposição e como melhor alternativa nesse momento político no  Maranhão. Caso se articule financeiramente e consiga o apoio do PSDB, vai dar trabalho e poderá surpreender nas urnas.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

PT entrega 25 cargos no berço de Campos


 Foto: Sérgio Figueirêdo:
 
Informação foi confirmada pelo senador Humberto Costa; no entanto, secretários petistas do governo de Pernambuco ainda estão divididos sobre saída da administração; secretário-executivo de Agricultura, Oscar Barreto, deverá manter o apoio
 
 
 
247 - Cerca de 25 membros do PT que ocupavam cargos de segundo e terceiro escalão na Secretaria Estadual de Saúde e na Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI) resolveram deixar o governo. A informação foi confirmada pelo senador Humberto Costa, segundo a Folha.
No entanto, secretários petistas que integram o governo de Eduardo Campos ainda estão divididos.
Enquanto Fernando Duarte, secretário estadual de Cultura, já se mostrou favorável à saída do PT do governo, o secretário-executivo de Agricultura, Oscar Barreto, deverá manter o apoio.
Em meados de setembro, a cúpula do PSB entregou os cargos no governo Dilma Rousseff oficializando a candidatura de Eduardo Campos à presidência. Logo em seguida, Marina Silva, que não conseguiu criar a Rede, anunciou adesão ao partido, enterrando as expectativas do ex-presidente Lula de fazer Campos reconsiderar decisão.
Em recente encontro com a presidente Dilma, Lula defendeu que o PT isolasse o PSB nos Estados. O PTB já entregou os cargos que tinha no governo Campos e confirmou apoio à campanha de reeleição da presidente Dilma.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

O governo perdeu o controle do estado, diz Raimundo Cutrim sobre clima de insegurança






“O governo não está conseguindo garantir a integridade física nem para os que estão sob sua custódia, dentro dos presídios, como vai garantir segurança para os cidadãos que estão nas ruas? O governo perdeu o controle do estado”, foram com essas declarações que o deputado Raimundo Cutrim (PCdoB), ex-secretário de Segurança do Maranhão, analisou a sensação de insegurança que demonstrou muita força durante toda a quinta (10).

Fragilidades nas estratégias e na gestão da Segurança Pública no Maranhão foram apontadas como as principais causas do descontrole do sistema penitenciário do Maranhão e do clima de insegurança em que tem vivido a população do estado. Na capital, cresceu o registro de arrastões, assaltos, homicídios e outras modalidades de crime.

Em entrevista ao Portal Vermelho, o deputado do PCdoB afirmou que falta credibilidade ao governo do estado na condução da Segurança Pública e que hoje o que existe é “um desmando total e ausência de comando” nas pastas responsáveis por cuidar da Segurança Pública no Maranhão.

“Estamos num verdadeiro mar de sangue. Somente este ano já presenciamos aproximadamente 50 mortes dentro da penitenciária. O que estamos assistindo é que o crime organizado voltou com força e o governo não está sabendo como agir”, opinou.

Segundo Cutrim, em 1997, quando assumiu o comando da segurança no estado, a situação era muito difícil e o crime organizado estava enraizado no Maranhão. “Nós conseguimos sair em 2000 deixando o Maranhão como o estado com menor índice de violência, em 2005 ficou com o terceiro lugar neste ranking”, finalizou o deputado.

Aumento de homicídios

A grande incidência de homicídios tem preocupado a população de São Luís e de todo o Maranhão. O reflexo disso é que, no último mês (setembro), somente a região metropolitana registrou 93 homicídios e, segundo o deputado Raimundo Cutrim, a situação piora quando são incluídos os homicídios das outras 213 cidades maranhenses.

Cutrim lembrou ainda que outros fatores que demonstram o aumento progressivo da violência e não podem ser contabilizados geram clima de insegurança no estado inteiro, incluindo outras modalidades de violência.
 
 
Do Blog do Jorge Vieira

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Lula: Campos cresceu. Marina se apequenou

 
:
Esta foi a primeira leitura do ex-presidente Lula, feita num encontro com aliados políticos, sobre o impacto da aliança entre Eduardo Campos e Marina Silva; segundo ele, ex-senadora abriu mão de seu capital político para ser vice de um candidato que aparece abaixo dela nas pesquisas; Lula e Dilma também conversaram a respeito e previram turbulências no PSB, com pressões futuras para que Marina venha a ser a candidata, no lugar de Campos
 
 
 

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Jornal Nacional deixa de ser visto pela maioria dos telespectadores

                 

William Bonner no JN em 2011, último ano em que o telejornal foi visto pela maioria na Grande SP


Por Daniel Castro
Principal telejornal brasileiro, o Jornal Nacional deixou em 2012 de ser visto por mais da metade dos telespectadores paulistanos.
Com 28,2 pontos de média ao longo do ano, o JN foi sintonizado por 48,5% dos domicílios com televisores ligados na Grande São Paulo. Esse índice é chamado de share.
Foi a primeira vez que o jornalístico ficou abaixo dos 50% de share. Em 2009, até então pior ano do JN em participação no total de televisores ligados, o telejornal foi visto em 50,4% dos domicílios da Grande SP. Em 2011, o telejornal de William Bonner se recuperou e cravou média de 32 pontos e 52,4% de share.
Neste ano, a audiência do JN está ainda menor: 26,5 pontos até 29 de setembro, com 44,4% de participação no total de ligados. Ou seja, hoje, o JN é sintonizado em 44 de cada 100 casas com televisores ligados na Grande SP. Há dez anos, era visto em 57 de cada 100 residências.