Feirinha

Feirinha

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Zé Reinaldo e João Castelo querem o PP

Zé Reinaldo e João Castelo de olho no PP

O ex-governador José Reinaldo Tavares e o prefeito João Castelo querem o apoio do Partido Progressista (PP) no segundo turno. A direção estadual do partido, que tem como presidente o deputado federal Waldir Maranhão, ainda não definiu sua posição. O partido deverá reunir com Tadeu Palácio, que comanda a direção municipal, e mais uma vez com os candidatos a vereador. As articulações não param e nos próximos dias o partido estará divulgando uma nota afirmando quem apoiará no segundo turno. Edivaldo Holanda Júnior e Flávio Dino devem conversar nas próximas horas com o presidente do partido, deputado federal Waldir Maranhão, e com o ex-prefeito Tadeu Palácio, ambos ainda não decidiram de que lado o Partido Progressista ficará na segunda etapa da eleição. Alguns candidatos que reuniram ontem com a direção do partido manifestaram posição e preferem seguir com Edivaldo Holanda Júnior no segundo turno, principalmente aqueles que detonaram o prefeito nos bairros e na televisão. João Castelo e Zé Reinaldo fazem marcação serrada em cima de Tadeu e Waldir, para garantirem apoio no segundo turno, que com certeza vai pegar fogo. A decisão final do partido deverá acontecer na quinta ou no mais tardar, na segunda-feira pela direção estadual do PP. Desde ontem o prefeito Castelo e seu articulador José Reinaldo conversam com a direção do PP, pedindo apoio total nesse momento complicado do candidato do PSDB, que busca a reeleição. A maior preocupação dos membros do partido progressista quando o assunto é apoiar Castelo, é a questão de promessas não cumpridas em acordos passados e se o PP for apoiar  Edivaldo Júnior comenta-se a questão de espaço na sua administração(caso eleito), que dizem já estar lotado. Só lembrando que o prefeito João Castelo já abandonou o PP há pouco tempo e todos estão desconfiados com ele, que gosta muito de prometer secretarias em troca de apoio. Será que ele vai prometer e cumprir?

Nenhum comentário:

Postar um comentário