REFAZ 2017

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Após vice da Argentina, Buenos Aires vive noite de terror

Atos de vandalismo tomaram conta da noite de Buenos Aires, logo após a derrota da seleção argentina para a Alemanha, neste domingo, no Maracanã. Até o momento já são 30 detidos e 15 policiais feridos.
 
O que parecia uma festa familiar acabou virando cenário de guerra. Milhares de pessoas se dirigiram às imediações do Obelisco, no centro de Buenos Aires, logo após a final da Copa de 2014. O objetivo era festejar a excelente atuação da seleção argentina. Porém, nem todos os presentes pareciam ter humor para celebrar.
 
Por volta das 21h30 (horário local), a festa se transformou em conflito e diversos grupos de vândalos começaram a depredar e saquear o comércio das redondezas. As ruas próximas à avenida Corrientes foram transformadas em um cenário de guerra. O conflito entre os grupos violentos e policiais resultou até agora em 15 policiais feridos e mais de 30 pessoas detidas.
 
 



Festa perto do Obelisco terminou em violência Foto: Daniel Garcia / AFP
 
Foram atacados também veículos de canais que faziam a cobertura do evento e ambulâncias que tentavam chegar à área para cuidar dos feridos. Entre eles, um cinegrafista que foi agredido e teve sua câmera levada pelos vândalos.
publicidade
A situação seguia muito complicada na região do centro de Buenos Aires até a publicação da reportagem. A policia metropolitana continua tentando controlar a situação com bombas de gás lacrimogêneo e disparos de balas de borracha para se defender do lançamento de garrafas e pedras.
 
Apesar da situação caótica, ainda existem torcedores festejando nas estações do metrobus que também estão pela região da 9 de Julio, a apenas 180 metros de distância dos focos de violência.
 
O teatro Broadway, localizado na avenida Corrientes, foi apedrejado e o bar Lindero, também localizado nessa área, foi totalmente saqueado. O que era um cenário de festas e sorrisos há apenas algumas horas agora está tomado pelos destroços deixados pelos vândalos.
 
 
Com informações de TN notícias e InfoBae

Nenhum comentário:

Postar um comentário