sábado, 22 de setembro de 2012

Pai de Neymar se revolta com parto de R$ 45 mil e médico vai à Justiça

Família do jogador acredita que nascimento de Davi Lucca teve cobrança abusivo

Danilo Carvalho/AgNews


Neymar Davi aniversario
Filho de Neymar completou um ano no último dia 24 de agosto



Neymar não cansa de mostrar o quanto está curtindo a experiência de ser pai, mas o nascimento de Davi Lucca trouxe uma grande dor de cabeça do jogador. Isso porque Herbert Kramer, médico responsável pelo parto do garoto, foi à Justiça alegando que o jogador do Santos não o pagou pelo seu trabalho.

Através de nota oficial, o pai de Neymar confirmou a ação na Justiça. Segundo ele, a família optou por deixar o caso ir aos tribunais devido a uma suposta cobrança abusiva pelo parto: R$ 45 mil.


- Espantei-me com o valor, uma vez que, repito, até então nada havia sido solicitado e desconhecíamos – minha família e a família da mãe – qualquer despesa adicional. A justificativa para a cobrança extemporânea ofendeu-me ainda mais. Disse o médico à avó materna do Davi Lucca que não realizou o parto de um “filho de pasteleiro” e que se não fosse pago o valor requerido procuraria a Justiça !! Por não compreender a razão pela qual o parto do meu neto seja tão mais caro do que o de um cliente do mesmo plano de saúde da mãe ou de um “filho de pasteleiro”, resolvi deixar que ele cobrasse o valor na Justiça.

Segundo Neymar pai, o médico foi o escolhido por Caroline Dantas e sua família sem o conhecimento do craque, que assim que foi informado da gravidez da garota, no quarto mês, resolveu “respeitar a decisão da família da mãe em manter a relação médico-paciente que já havia sido estabelecida com o profissional em questão, uma vez que ele é médico credenciado pelo plano de saúde dela”. Ainda de acordo com ele, as despesas “com o pré-natal, assim como o parto, corriam por conta do plano de saúde, exceção feita a maternidade, única parte com quem fechamos um acordo específico para a realização do parto”.

- Não posso concordar em pagar por algo que não foi contratado, simplesmente em razão do status profissional do meu filho, ou porque o médico descobriu que fazia o parto de um jogador de futebol.

O médico, por sua vez, alega que o valor cobrado se refere ao fato de ele ter ficado três dias inteiramente à disposição de Caroline Dantas, assim como sua equipe.


O pai de Neymar, por sua vez, disse que entrou com representação “junto ao Conselho Regional de Medicina questionando a cobrança “por fora” de um procedimento médico (parto) para um cliente de plano de saúde bem como os limites desta cobrança”.

R7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário