REFAZ 2017

REFAZ 2017

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Abatido, Fred diz que jogará a Série B: 'Cumpro o meu contrato até o fim'

Em Salvador, atacante garante permanência nas Laranjeiras e diz que Fluminense precisa pensar no futuro: ‘Temos que levantar a cabeça e olhar para frente’





Desde o fim de agosto sem jogar, por causa de um edema na coxa direita, Fred desembarcou no domingo em Salvador para acompanhar o drama do Fluminense. De um camarote da Arena Fonte Nova, ele chorou ao ver o time vencer o Bahia, mas ser rebaixado para a Série B. No fim da noite, no hotel onde a delegação tricolor ficou hospedada, Fred prometeu que não deixará o clube, com o qual tem contrato até o fim de 2015.
- Fico no Fluminense. Cumpro o meu contrato até o fim - disse o atacante, ainda demonstrando abatimento, ao GloboEsporte.com.
Mesmo com o rebaixamento, Fred foi assediado por alguns torcedores na recepção do hotel e teve paciência para posar para fotos. O atacante chegou a achar que estava sendo provocado por um gremista que lhe deu parabéns, mas logo percebeu que ele se referia à vitória sobre o Bahia. A nítida expressão de abatimento, porém, contrastou com o discurso sereno.
 
 
- Estou tranquilo. É vida que segue. Fiquei muito triste, mas futebol é assim mesmo. Agora temos que levantar a cabeça e olhar para frente - afirmou aquele que em 2009 comandou uma reação incrível, livrando o Flu do rebaixamento.
Na recepção do hotel, entre uma foto e outra, Fred conversou com Wagner, autor do primeiro gol do Fluminense. Na saída de campo, o meia foi enigmático e disse que os problemas extracampo foram cruciais para o rebaixamento. Wagner deu a entender, no papo com o camisa 9, que mudanças ocorrerão nas Laranjeiras na próxima temporada
- Muita água vai rolar - disse Wagner para Fred, referindo-se ao futuro do Fluminense.
Após o rebaixamento, os jogadores do Fluminense estão de férias, e poucos devem retornar ao Rio de Janeiro no voo da delegação, que tem chegada prevista na capital carioca para o início da tarde desta segunda-feira. O clube vive um momento de indefinições. As permanências do técnico Dorival Júnior e do diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano, são incertas. Alguns jogadores que têm contrato até o fim deste ano podem não permanecer, casos de Edinho, Anderson e Felipe. O certo é que o time deve passar por uma grande reformulação e ganhar uma nova espinha dorsal para a próxima temporada.
 
Do: globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário