Fiscalização

Fiscalização

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Prefeitura implanta projeto “Conte comigo” no Socorrão I

Com seis colaboradores para orientar os pacientes, o projeto é uma iniciativa da Prefeitura de São Luís para reduzir o tempo de espera e desafogar os corredores do hospital.
 
 
Os pacientes do Hospital Djalma Marques (Socorrão I) passarão a contar com um novo serviço de atendimento humanizado, o projeto Conte Comigo. Com seis colaboradores para orientar os pacientes, o projeto é uma iniciativa da Prefeitura de São Luís para reduzir o tempo de espera e desafogar os corredores do hospital.
O diretor do Socorrão I, Érico Cantanhede, explica que o projeto irá servir para orientar pacientes e diminuir o tempo de espera na área de acolhimento. “Nossa preocupação, seguindo orientação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, é de oferecer, aos que procuram a unidade de saúde, um atendimento mais humanizado. Com o projeto, os colaboradores usam coletes que os identificam assim que o paciente chega. Eles guiam o paciente para o setor específico, ajudam a preencher a ficha e oferecem todo o suporte humano para que as pessoas que chegam aqui feridas não se sintam desamparadas”, destaca.
Para a colaboradora Leonice Maria Oliveira, que passou por treinamento com terapeutas ocupacionais para participar do projeto, o serviço é importante para garantir que o atendimento seja mais eficiente. “O paciente chega com dificuldade, sem saber onde é o laboratório, a tomografia, ou a localização da clinica cirúrgica, então nosso trabalho é conduzi-lo e dar todas as informações necessárias”, diz.
Para quem precisa do atendimento de saúde, a iniciativa foi elogiada. A dona de casa Geneva Firmina veio do município de Chapadinha e aprovou o serviço. “É muito bom ser orientada, eu vim do interior com meu filho acidentado e não sabia o que fazer, os colaboradores aqui me ajudaram e tudo foi muito rápido. Já estamos voltando pra casa”, disse.
Além do “Conte Comigo”, iniciado no dia 17 de dezembro, o hospital voltou a contar com um consultório de enfermagem para classificação de risco. No local são realizados monitoramentos dos pacientes e encaminhamentos para outros setores. “Outras melhorias virão ainda este mês, o que demonstra que estamos equacionando estratégias eficazes para dar mais qualidade ao nosso atendimento”, destaca Érico Cantanhede.

Nenhum comentário:

Postar um comentário