Feirinha

Feirinha

sábado, 8 de dezembro de 2012

Com vaga de vereador, Marquito diz não ter o que aprender com Tiririca

'Vou fazer bonito, não quero ser um esquisito', diz humorista.
Marquito é suplente e ficará com vaga de eleito que assumirá secretaria.

Lívia Machado Do G1 São Paulo
Marquito concedeu entrevista na Câmara, no gabinete do vereador Paulo Frange (PTB) (Foto: Lívia Machado/G1) 
Marquito concedeu entrevista na Câmara, no
gabinete do vereador Paulo Frange (PTB) (Foto:
Lívia Machado/G1)
O humorista Marco Antonio Ricciardelli, conhecido como Marquito, disse nesta quinta-feira (6) que sua trajetória na Câmara dos Vereadores deve ser diferente da apresentada pelo deputado federal Tiririca (PR), que também é humorista. "Vou aprender o que com ele? Ele entrou sem saber o que é politica", disse ao G1.
Marquito (PTB) alcançou 22.198 votos nas eleições deste ano e ficou com a vaga de primeiro suplente do vereador eleito Celso Jatene, do mesmo partido. Como Jatene precisará se licenciar do mandato para assumir a Secretaria Municipal de Esportes, Marquito ficará com a vaga.
Na tarde desta quinta, ele concedeu as primeiras entrevistas como futuro vereador. Após ser questionado sobre as comparações com Tiririca, ele afirmou que pretende se cercar de pessoas preparadas que "tenham o que ensinar". Embora evite associações com o deputado federal, ele afirmou que teria condições de disputar outros cargos, mesmo contra Tiririca.
"Minha campanha foi muito pobre, não foi igual a do Tririca. Ele aparecia toda hora, eu tive carinho e perna, fui na raça. Só não fui o mais votado porque apareci pouco na mídia", disse. Marquito afirmou que se a disputa fosse por vaga na Câmara dos Deputados, poderia dar trabalho para Tiririca. "Nós iamos se bater", afirmou. Em 2010, Tiririca foi o mais votado do país  com 1,3 milhão de votos.
Durante a campanha, Marquito usou como bordão  “Esquisito por esquisito, vote no Marquito”. O humorista atua como assistente de palco do apresentador “Ratinho”, no SBT, e é sobrinho do apresentador Raul Gil.
Para o mandato, já fez adaptações na frase. "Vou fazer bonito, não quero ser um esquisito. Não recebi voto à toa, as pessoas não votaram porque sou engraçado", afirmou. "Sou o esquisito da TV, não o do povo. Fazer rir não é pra qualquer um, mas lidar com o povo é muito mais difícil. Estou entrando em outra dimensão na minha vida."
O futuro vereador afirma que já tem dois projetos para área de saúde e de creches. Segundo ele, a meta será ampliar o horário de funcionamento das creches, além de construir novas unidades. Ele também diz querer melhorar a qualidade dos hospitais.  "Preparadíssimo não estou, vou ficar ano que vem", disse.
O humorista afirma que vai seguir atuando na TV. "Falei pro povo que não sairia da TV. Vou fazer o povo rir de dia e de noite", declarou.
Marquito conta que quando recebeu a notícia de que iria assumir a vaga de Jatene estava no shopping e que se ajoelhou perto do carro e chorou. "Eu choro à toa, sou um bobão", disse.
 
O candidato a vereador Marquito acompanhou o candidato à Prefeitura de São Paulo pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB), Celso Russomanno durante caminhada da Rua Santa Ifigênia até a Avenida Ipiranga, em São Paulo. (Foto: Acácio Nascimento/Futura Press)Marquito usou boneco durante campanha. (Foto: Acácio Nascimento/Futura Press)

Nenhum comentário:

Postar um comentário