Limpeza

Limpeza

domingo, 6 de novembro de 2011

Cinegrafista da TV Bandeirantes morre em operação policial em favela do Rio


O cinegrafista da TV Bandeirantes Gelson Domingos da Silva, 46, foi morto neste domingo (6) enquanto fazia a cobertura de uma operação do Bope (Batalhão de Operações Especiais) na Favela dos Antares, na zona oeste do Rio de Janeiro, para combater o tráfico de drogas. O objetivo e o tempo de duração da operação não foram divulgados pela polícia.
Domingos foi atingido com um tiro na região do tórax, segundo informou em nota a Secretaria de Estado de Saúde. Ele chegou a ser levado a uma  UPA (Unidade de Pronto-Atendimento), onde chegou às 7h40, já sem vida. Foram feitas tentativas de reanimação, mas sem resultados. O corpo já foi transferido para o IML.
Em nota, o Grupo Bandeirantes lamentou a morte do cinegrafista e informou que ele estava usando colete à prova de balas, o que é obrigatório para jornalistas que acompanham as operações policiais e permitido pelas Forças Armadas, mas que ele "provavelmente foi atingido por um tiro de fuzil" que teria perfurado o colete. 
Gelson Domingos deixa três filhos, dois netos e mulher. Repórter cinematográfico da TV Bandeirantes, ele já trabalhou em outras emissoras como SBT e Record e "sempre foi reconhecido pela experiência e cautela no trabalho que exercia", diz a nota da emissora.
De acordo com a rádio CBN, o cinegrafista ainda teria filmado o traficante que efetuou o disparo contra ele. 
Ainda não há informações oficias sobre prisões, apreensões ou mortos na operação, que teve início durante a madrugada.
A assessoria da Secretaria de Segurança Pública informou que a imprensa não havia sido convocada para acompanhar a operação, devido ao elevado risco envolvido. A polícia está investigando o ocorrido.
*Com informações da Agência Brasil, rádio CBN e Globo News

Nenhum comentário:

Postar um comentário